Gerenciamento de Estoque Planejamento Rodilson Silva

8 Técnicas para o Gerenciamento de Estoque

“Aviso: você está perdendo dinheiro por não usar essas 8 técnicas no Gerenciamento de Estoque”

Para muitos a palavra “inventário” costuma assustar. A palavra inventário só significa uma coisa: muita contagem. É comum que as empresas conciliem para fazer o inventário no final do ano contando todos os seus produtos físicos e certificando-se de que ele coincide com o que está nos livros ou sistema. E para as grandes empresas como de costume, isso exige a ajuda de todos.

Hoje em dia, eu entendo o quão importante é o gerenciamento sólido do estoque. O estoque é um espaço reservado para o dinheiro. Você pagou dinheiro por isso, e você receberá esse dinheiro de volta (e depois alguns) quando você o vender.

Por que o Gerenciamento de Estoque é importante

A retenção ou acumulo do estoque representa muito dinheiro. É por isso que o bom Gerenciamento de Estoque é crucial para o crescimento da empresa. Assim como o fluxo de caixa, ele pode ajudar a crescer ou quebrar o seu negócio.

Gerenciamento de Estoque economiza dinheiro

Um bom Gerenciamento de Estoque economiza dinheiro de algumas maneiras críticas:

• Evite excessos

Se você está vendendo um produto onde existe um prazo de validade (como comida ou maquiagem), há uma chance muito real de tudo ir mal se você não o vender a tempo. O Gerenciamento de Estoque sólido ajuda a evitar a deterioração e os excessos.

• Evite estoque morto

O estoque morto é o estoque que não pode mais ser vendido, mas não necessariamente porque expirou. Poderia estar fora de temporada, fora do estilo, ou tornar-se irrelevante. Ao gerenciar melhor o seu estoque, você pode evitar o acumulo de estoque morto.

• Economize em Custos de Armazenamento

Armazenar é frequentemente um custo variável, o que significa que ele flutua com base em quanto de produto você está armazenando. Quando você armazena muito produto de uma vez ou acaba com um produto que é difícil de vender, seus custos de armazenamento irão subir. Evitar isso economizará dinheiro.

O Gerenciamento de Estoque melhora o fluxo de caixa

O Gerenciamento de Estoque não só economiza dinheiro, mas também melhora o fluxo de caixa de outras maneiras.

Lembre-se, o inventário é um produto que provavelmente já foi pago com dinheiro (cheques e transferências eletrônicas também contam com dinheiro) e você vai vendê-lo por dinheiro, mas enquanto ele está apenas sentado no seu armazém definitivamente não é dinheiro.

É por isso que é importante avaliar o inventário em seu gerenciamento de fluxo de caixa. Isso afeta tanto as vendas (ditando o quanto você pode vender) e as despesas (ditando o que você tem para comprar). Ambas as coisas dependem muito da quantidade de dinheiro que você tem na mão. Um melhor Gerenciamento de Estoque leva a um melhor gerenciamento de fluxo de caixa.

Quando você possui um sistema de inventário sólido, você saberá exatamente quantos produtos você possui e, com base nas vendas, você pode projetar quando vai acabar e certificar-se de suprir a necessidade no tempo necessário.

Isso não só garante que você não perca as vendas (crítico para o fluxo de caixa), mas também ajuda você a planejar com antecedência quando comprar mais para garantir que você tenha dinheiro suficiente em caixa.

“O dinheiro gasto no estoque é dinheiro que não é gasto no crescimento. Gerencie-o com sabedoria. ”




8 Técnicas de gerenciamento de estoque

O Gerenciamento de Estoque é uma parte altamente personalizável nos negócios. O sistema ideal é diferente para cada empresa. Independentemente do método que você usa, as seguintes oito técnicas podem ajudá-lo a melhorar sua gestão de estoque e fluxo de caixa.

1. Defina os níveis de Estoque

Facilite o Gerenciamento de Estoque definindo “Níveis” para cada um de seus produtos. Os níveis são a quantidade mínima de produto que deve estar disponível em todos os momentos.

Níveis - Gerenciamento de Estoque

Níveis – Gerenciamento de Estoque

Quando seu estoque entra abaixo dos níveis predeterminados, você sabe que é hora de pedir mais.

Idealmente, você normalmente classificará a quantidade mínima que o levará de volta ao nível ideal determinado. Os níveis variam de acordo com o produto com base na rapidez com que o item é vendido, e quanto tempo leva para suprir o estoque.

Embora seja necessário alguma pesquisa prévia para a tomada de decisão, a definição de níveis irá sistematizar o processo de pedidos. Não só será mais fácil para você tomar decisões rapidamente, isso permitirá que sua equipe tome decisões em seu nome.

Lembre-se de que as condições mudam ao longo do tempo. Verifique os níveis de estoque algumas vezes ao longo do ano para confirmar se eles ainda fazem sentido. Se algo mudar, entretanto, não tenha medo de ajustar os níveis para cima ou para baixo.

2. First-In First-Out (FIFO)

“First-in, first-out” é um importante princípio do Gerenciamento de Estoque. Isso significa que seu estoque mais antigo (first-in) é vendido primeiro (first-out), não o seu estoque mais novo. Isto é particularmente importante para produtos perecíveis para que você não acabe com produtos que não podem mais serem vendidos.

Também é uma boa ideia praticar FIFO para produtos não perecíveis. Se as mesmas caixas estiverem sempre alocadas na parte de trás, elas estarão mais propensas a se deteriorar. Além disso, o design e os recursos das embalagens geralmente mudam ao longo do tempo. Você não quer acabar com algo obsoleto que não pode vender.

Para gerenciar um sistema FIFO, você precisará de um armazém organizado. Isso geralmente significa adicionar novos produtos na parte de trás ou, de outra forma, garantir que o produto antigo permaneça na frente. Se você está trabalhando com uma empresa de armazenagem, eles provavelmente já fazem isso, mas é uma boa ideia chamá-los para confirmar.

FIFO - Gerenciamento de Estoque

FIFO – Gerenciamento de Estoque

3. Gerencie relacionamentos

Parte do Gerenciamento de Estoque bem-sucedido é ser capaz de se adaptar rapidamente. Se você precisa do retorno um item com venda lenta para abrir espaço para um novo produto, esteja preparado para reabastecer o vendedor muito rapidamente, solucione problemas de fabricação ou expanda temporariamente seu espaço de armazenamento, é importante ter um bom relacionamento com seus fornecedores. Dessa forma, eles estarão mais dispostos a trabalhar com você para resolver problemas.

Em particular, ter um bom relacionamento com seus fornecedores de produtos vai por um longo caminho. As quantidades mínimas de pedidos (MOQ) geralmente são negociáveis. Não tenha medo de pedir um mínimo ainda menor para que você não tenha que carregar tanto estoque.

Um bom relacionamento não é apenas ser amigável. Trata-se de uma boa comunicação. Deixe seu fornecedor saber quando você espera um aumento nas vendas para que eles possam ajustar a produção. Deixe-os saber quando um produto não está vendendo conforme planejado para que você possa pausar as promoções ou procurar um substituto temporário.




4. Planejamento de contingência

Muitos problemas podem aparecer relacionados ao Gerenciamento de Estoque. Esses tipos de problemas podem prejudicar os negócios que estão despreparados. Por exemplo:

Contingência - Gerenciamento de Estoque

Contingência – Gerenciamento de Estoque

• Você enfrenta um déficit de fluxo de caixa e não pode pagar pelo produto que precisa desesperadamente
• Seu armazém não tem espaço suficiente para acomodar seu aumento sazonal nas vendas
• Um erro de cálculo no inventário significa que você tem menos produto do que o necessário
• Um produto com vendas lentas ocupa todo o seu espaço de armazenamento
• Seu fabricante fica sem seu produto e você tem ordens para atender
• Seu fabricante interrompe seu produto sem aviso prévio

Não se trata de se surgirem problemas, mas de apenas “quando”. Descubra onde estão seus riscos e prepare um plano de contingência. Como você vai reagir? Que medidas você vai tomar para resolver o problema? Como isso afetará outras partes do seu negócio? Lembre-se de que os relacionamentos sólidos seguem um longo caminho.

5. Auditoria regular

Na maioria dos casos, você dependerá de softwares e relatórios do seu armazém para saber o quanto de produtos você possui no estoque. No entanto, é importante certificar-se de que tudo está relacionado. Existem vários métodos para fazer isso.

  • Inventário físico

Um inventário físico é na prática contar todo o seu estoque de uma só vez. Muitas empresas fazem isso no final do ano, porque se relaciona com a contabilidade e o imposto de renda. Embora os inventários físicos normalmente sejam feitos apenas uma vez por ano, pode ser incrivelmente perturbador para o negócio, e acredite, é tedioso. Se você

Inventário - Gerenciamento de Estoque

Inventário – Gerenciamento de Estoque

encontrar uma discrepância, pode ser difícil identificar o problema quando você está olhando para trás em um ano inteiro.

  • Verificação do ponto

Se você fizer um inventário físico completo no final do ano e muitas vezes você enfrenta problemas, ou você tem muitos produtos, você pode começar a verificar localmente ao longo do ano. Isso simplesmente significa escolher um produto, contá-lo e comparar o número com o que deveria ser. Isso não é feito em um cronograma e é complementar ao inventário físico. Em particular, você pode querer verificar produtos problemáticos ou em movimento rápido.

  • Contagem cíclica

Em vez de fazer um inventário físico completo, algumas empresas usam contagem de ciclos para auditar seu inventário. Ao invés de uma contagem total no final do ano, a contagem de ciclos conjuga a reconciliação ao longo do ano. Cada dia, semana ou mês, um produto diferente é verificado em uma programação rotativa. Existem diferentes métodos para determinar quais itens contar e quando, mas, em termos gerais, itens de maior valor serão contados com mais frequência.

6. Priorizar a análise ABC

Alguns produtos precisam de mais atenção do que outros. Use uma análise ABC para priorizar seu Gerenciamento de Estoque. Separe os produtos que exigem muita atenção daqueles que não o fazem. Faça isso passando pela lista de produtos e adicionando cada produto a uma das três categorias:

ABC - Gerenciamento de Estoque

ABC – Gerenciamento de Estoque

A – Produtos de alto valor com baixa frequência de vendas

B – Produtos de valor moderado com uma frequência de vendas moderada
C – Produtos de baixo valor com alta frequência de vendas

Os itens na categoria A exigem atenção regular porque seu impacto financeiro é significativo, mas as vendas são imprevisíveis. Os itens na categoria C exigem menos supervisão porque eles têm um impacto financeiro menor e eles estão constantemente vendendo. Os itens da categoria B ficam em algum lugar intermediário.

7. Previsão de Demanda

Uma grande parte do bom Gerenciamento de Estoque se resume a prever com precisão a demanda. Não se engane, isso é incrivelmente difícil de fazer. Há tantas variáveis envolvidas e você nunca saberá com certeza exatamente o que está por vir, mas você pode chegar perto. Aqui estão alguns pontos a serem observadas ao projetar suas vendas futuras:

• Tendências de mercado
• Vendas do ano passado durante a mesma semana
• Taxa de crescimento deste ano
• Vendas garantidas de contratos e assinaturas
• Sazonalidade e economia global
• Próximas promoções
• Gasto de anúncios planejado

Se houver algo mais que o ajude a criar uma previsão mais precisa, certifique-se de incluí-lo.

8. Considere o Dropshipping

Dropshipping é realmente o cenário ideal a partir de uma perspectiva de Gerenciamento de Estoque. Em vez de ter que transportar o inventário e enviar produtos, seja a nível interno ou através de logística de terceiros – o fabricante ou o atacadista cuida disso para você. Basicamente, você remove o Gerenciamento de Estoque da sua empresa.

Muitos atacadistas e fabricantes anunciam dropshipping como um serviço, mas mesmo que o seu fornecedor não o faça, isso ainda pode ser uma opção. Não tenha medo de perguntar. Embora os produtos geralmente custem mais do que eles fazem em pedidos a granel, você não precisa se preocupar com as despesas relacionadas à manutenção do estoque e armazenamento.

É hora de assumir o controle de seu gerenciamento de estoque e parar de perder dinheiro.

Escolha as técnicas de gerenciamento de estoque adequadas para o seu negócio e comece a implementá-las hoje.

Até a próxima, seja o seu melhor, invista no sucesso de outros e faça a sua viagem contar.

Rodilson Silva

Gostou do conteúdo, por favor compartilhe!!!




CURSOS ONLINE
Cursos online para qualificação profissional, em diversas áreas do conhecimento, com certificados válidos para você dar upgrade na sua carreira.

Cursos Online

Cursos Online

Compartilhe

Sobre o autor | Website

Rodilson Empreendedor Digital, Autor, Colunista, investidor e fundador do Site Guia Corporativo.