Planejamento Rodilson Silva

A Gestão LEAN aplicada ao Supply Chain

A Gestão LEAN não é exclusivamente para aquelas empresas que fabricam produtos, também pode ser muito bem utilizado nas empresas que querem racionalizar os seus processos eliminando atividades que não agregam valor. As empresas têm uma série de áreas em sua cadeia de suprimentos onde os desperdícios podem ser identificados . Para criar uma cadeia de suprimentos mais enxuta as empresas devem examinar cada área do Supply Chain.

Desde suas origens na indústria japonesa, a filosofia Lean se espalhou pelo mundo e muito além do chão de fábrica, em administração de empresas, saúde, governo e logística.

Para as empresas que trabalham para reduzir os custos enquanto melhoram o desempenho, a abordagem Lean é um ajuste natural. Vendo o mundo através de uma lente de melhoria contínua, e armado com ferramentas de combate a desperdícios como o mapeamento de fluxo de valor (VSM) e 5S, as empresas estão enxugando, tonificando e elaborando fluxo de materiais eficientes ao longo da cadeia de suprimentos.

Iniciativas lean podem se concentrar em processos logísticos específicos, ou podem abraçar cadeias de suprimentos inteiras.

O objetivo final é fazer com que o produto flua através da cadeia de suprimentos com base na necessidade do cliente.

Quanto mais rápido os produtos se movem através do sistema, mais rápido uma empresa consegue fazer ou encomendar exatamente o produto que precisa para suprir os pedidos dos clientes.




 

Áreas em que a Gestão LEAN pode ser aplicado dentro do Supply Chain:

Compras

Muitas empresas têm operações de compras complexas porque acreditam que suas necessidades de compra são complexas, mas isso nem sempre é verdade. As grandes empresas costumam ter grupos de compras corporativos, bem como compras locais, o que significa que na sede pode ter um departamento de compras que dita a política para os grupos de compras locais. Muitas vezes a função de compra na sede é duplicada no nível inferior e há um desperdício de recursos. Por ter dois departamentos de compras, central e local, os vendedores podem muitas vezes serem providos de informações diferentes. Eles podem receber vários contratos, um central e muitos contratos locais, o que podem levar a variações nos preços dependendo da localização. Esta informação variável pode fazer com que vários registros sejam armazenados em sistemas de computador, e nesse caso, os funcionários não sabem com qual fornecedor eles devem entrar em contato.

Em geral vários departamentos de compras pode levar a desperdícios significativos dentro da organização. As empresas que praticam a Gestão LEAN reduzem sua função de suprimentos de modo que cada fornecedor tem um ponto de contato, um contrato e oferece um único preço para todos os locais.

Armazenagem

Processos de armazenagem devem ser constantemente examinados para encontrar áreas em que existe a possibilidade da eliminação de desperdícios e recursos ou etapas em que não existe valor acrescentado.

Uma área que as empresas devem sempre estar trabalhando é a redução do estoque desnecessário. A acumulação de estoque requer dinheiro e recursos para armazená-lo e mantê-lo. Ao reduzir o inventário desnecessário, uma empresa pode minimizar o espaço de armazenamento e manuseio, reduzindo os custos globais.

Transporte

As empresas que querem implementar processos enxutos muitas vezes olham para os seus procedimentos de transporte para ver onde eles podem ser simplificados. Em muitos casos, as empresas descobrem que seus esforços para melhorar a satisfação do cliente leva a decisões de transporte pobres. As encomendas são enviadas sem combinar encomendas adicionais para minimizar custos ou opções de transporte mais caras são usadas devido a uma solicitação do cliente. Ao aplicar a Gestão LEAN as empresas descobrem frequentemente que estão usando um número maior de transportadoras  desnecessariamente quando poderiam reduzir suas opções de transporte e reduzir os custos totais.

Manufatura

A Gestão LEAN ganhou popularidade na área de fabricação, pois este é o lugar onde a melhoria significativa pode ser alcançada. Os processos de fabricação podem ser melhorados para reduzir o desperdício e recursos, mantendo o desempenho operacional. A qualidade é uma parte importante da produção enxuta. Ter zero defeito no processo de fabricação reduz o desperdício e aumenta a eficiência dentro da organização como um todo. Com maior qualidade não haverá devoluções de mercadorias, o que significa que menos recursos serão necessários para as devoluções e questões de qualidade. As empresas que adotaram práticas da Gestão LEAN examinam cada etapa de seu negócio, lista de materiais e equipamentos para identificar onde as melhorias podem ser alcançadas.

Conclusão

A Gestão LEAN aplicado ao Supply Chain requer que as empresas examinem todos os processos em sua cadeia de suprimentos e identifiquem áreas que usam recursos desnecessários, que podem ser medidos em valor (R$), tempo ou matérias-primas. Isto irá melhorar a competitividade da empresa, bem como melhorar a rentabilidade global.

Gostou do conteúdo, por favor compartilhe!!!

SUGESTÕES:

A MÁQUINA DE VENDAS ONLINE

FORMULA NEGOCIO ONLINE

ACADEMIA DO IMPORTADOR

TRABALHADOR DIGITAL

 




Compartilhe

Sobre o autor | Website

Rodilson Empreendedor Digital, Autor, Colunista, investidor e fundador do Site Guia Corporativo.