Supply Chain Rodilson Silva

Estratégias de Supply Chain para o E-commerce

Facilidade de começar um negócio rapidamente e com pouco investimento, um negócio mais dinâmico e interessante, menos gasto desnecessário de tempo e mais otimização

Se você está começando um negócio de E-commerce, um dos maiores desafios está relacionado ao estoque. Quando você para pra pensar durante o processo, você percebe que não pode se dar ao luxo de manter o tipo de estoque que você precisa no negócio que deseja.

Nas etapas iniciais, talvez seja melhor configurar um site de E-commerce com os produtos que você quer vender e fazer com que outras pessoas gerenciem o estoque, envio e retorno dos produtos.

É aí que a estratégia de Supply Chain se torna importante.

Termos básicos da Gestão da Cadeia de Suprimentos

Antes de explorar uma estratégia viável de Supply Chain, vamos entender alguns conceitos básicos relacionados ao gerenciamento da cadeia de suprimentos.

  • Product Sourcing – Localização de uma fonte de produtos (onde quer que seja) para vender o que você não fabrica
  • Drop Shipping – Transferência de pedidos dos clientes para outra empresa, que cumpre os pedidos enviando os itens diretamente para o cliente em seu nome
  • Wholesale Suppliers (Atacadistas) – Fornecem produtos a preços de atacado dos fabricantes
Pergunte-se primeiro

Não existe uma estratégia de tamanho único em qualquer aspecto do negócio, certamente não na gestão da cadeia de suprimentos. Para chegar a algo que funcione para você, comece por fazer as seguintes perguntas:

  • Você vai fabricar ou revender esses produtos?
  • Você vai manter estoque ou não?
  • Quanto de controle você deseja ter sobre a embalagem e o transporte?
  • Quão crítico é o controle de preços para o seu modelo comercial nesta fase?
  • Com que volumes você estará lidando?

Com essas perguntas respondidas, você pode determinar qual será o modelo a ser utilizado no gerenciamento da sua cadeia de suprimentos.

E-commerce - Share

E-commerce – Share

Entre em contato com revistas comerciais e associações para desenvolver fornecedores

Se você estiver configurando um negócio de E-commerce,  você provavelmente já deve ter pensado bestante sobre sourcing.

Mesmo que esse não seja o caso, você pode começar lendo revistas comerciais para encontrar empresas que fabricam produtos que lhe interessam. Você também pode participar das feiras relevantes ao seu novo negócio.

Você pode entrar em contato com organizações comerciais que estão associadas aos produtos que você deseja trabalhar, fazendo um contato valioso com seus membros. Na verdade, essas organizações visam conectar fabricantes e revendedores, mesmo que sejam de países diferentes. Não é difícil localizar associações relevantes. Você poderia simplesmente procurar um diretório dessas associações comerciais.

Avalie os varejistas locais como fonte

Não descarte revendedores locais com recursos limitados. Eles são fontes de produtos e são bem sucedidos em sua própria cidade, e podem ter interesse que alguém venda seus produtos em algum outro lugar.




Sourcing direto de fabricantes é desejável, mas difícil para pequenos players

Um fabricante geralmente não quer lidar com pequenos varejistas. Os atacadistas possuem grande força de vendas e recursos específicos para distribuir para empresas de E-commerce que comercializarão os produtos. Além disso, o fabricante que quer vender quantidades muito grandes geralmente estão fora do alcance de pequenos players de comércio eletrônico.

Se um fabricante está disposto a trabalhar diretamente com você, é muito provável que eles sejam muito pequenos para chamar a atenção dos grandes atacadistas. Eles não conseguem acompanhar as demandas de volume e precisam lidar com essa atividade em marcha lenta. O risco é que eles não serão capazes de fornecer o produto toda vez que você precisar.

Drop Shipping para o E-commerce

Drop shipping é a verdadeira revolução do E-commerce. Existem muitos benefícios e poucos riscos no envio de drop.

E-Commerce

E-Commerce

Benefícios do Drop Shipping
  • Não é necessário manter estoque
  • Preços mais baixos no atacado
  • Nenhum investimento inicial em estoque
  • Faixa de produtos estendida sem investimento ou risco
  • Menos tempo dedicado ao estoque e entrega.
Riscos do Drop Shipping
  • Alguns drop shippers podem aumentar seus preços depois de ter um player do E-commerce dependente deles
  • Pode haver despesas gerais fixas e outros custos que não estão diretamente relacionados ao cumprimento de pedidos
  • Alguns drop shippers podem exigir uma taxa de associação. “Não é problema algum a ideia de uma taxa de adesão, pois pode ser uma ferramenta para eliminar os players frívolos”. Mas certifique-se de encontrar uma taxa razoável
  • Os drop shippers podem cortar custos usando uma empresa de transporte não confiável
  • Situações que requerem logística reversa podem se tornar muito difíceis
  • As políticas de cobrança do drop shipper podem não ser adequadas
  • Novos drop shippers nascem todos os dias e aglomeram o mercado, e como resultado, alguns drop shippers podem sair do mercado.
Conclusão

Um negócio de E-commerce precisa ter algo para vender. É por isso que o sourcing é uma atividade primária no comércio eletrônico.

Dependendo do seu plano de marketing, orçamento e do estágio do ciclo de vida em que você está, você pode decidir a abordagem certa correta você. Os riscos e o investimento para abrir uma loja virtual são mais baixos, já que não é preciso gastar com ponto físico, grandes estoques ou funcionários.

Mas lembre-se – o sucesso não acontece da noite para o dia.

Gostou do conteúdo, por favor compartilhe!!!




CURSOS ONLINE
Cursos online para qualificação profissional, em diversas áreas do conhecimento, com certificados válidos para você dar upgrade na sua carreira.

Cursos Online

Cursos Online

Compartilhe

Sobre o autor | Website

Rodilson Empreendedor Digital, Autor, Colunista, investidor e fundador do Site Guia Corporativo.