Logística Planejamento Rodilson Silva

As Melhores Práticas da Logística Global

Logística global é uma das melhores maneiras de diminuir os custos por unidade e os orçamentos de recursos. O desafio vem em estabelecer relacionamentos com parceiros internacionais e / ou construir uma organização global de vendas.

O cenário empresarial moderno é marcado por níveis crescentes de global sourcing – principalmente em países de baixo custo. Enquanto muitas empresas em uma variedade de indústrias conseguem economia de custos através desta estratégia de sourcing, os benefícios são muitas vezes compensados por complexidades associadas à gestão Logística Global.

Embora os custos totais da cadeia de suprimentos possam ser reduzidos pelo global sourcing, normalmente, os custos de transporte e Logística têm aumentado como uma porcentagem do custo de mercadoria vendida (COGS).

Isso ocorre como resultado do aumento dos preços dos combustíveis, dos custos intrínsecos do fluxo de mercadorias de longa distância e dos desequilíbrios de capacidade de transporte – tanto para o transporte doméstico em regiões como a América do Norte, como para o transporte marítimo e aéreo internacional de países como a China.

Formação de Gestores

Curso Logística

Logística como uma função comercial estratégica

Os Lead Times de Suprimentos geralmente tem um alto grau de variabilidade, o que pode levar a um desempenho de entrega com um tempo reduzido, bem como aos produtos, componentes e mercadorias indisponíveis. A variabilidade nos tempos decorre de muitos fatores.

O fluxo global de mercadorias está sujeito a múltiplos atrasos – incluindo operadores, autoridades aduaneiras e portuárias e consolidadores. E estas transferências aumentam a probabilidade de eventos inesperados. Os crescentes volumes de importações, particularmente da Ásia, combinados com importantes preocupações de segurança, levaram a um grave congestionamento portuário na América do Norte e na Europa.

A porcentagem do custo total após o desembaraço que é atribuído a cadeia de suprimentos pode passar de menos de 3-5 por cento em um ambiente de abastecimento local para até 35 por cento em um ambiente de abastecimento global.

Logística como uma função comercial estratégica

Logística como uma função comercial estratégica

À medida que as empresas conduzem negócios em mais e mais países e, à medida que os países mudam continuamente seus processos de regulação, os atrasos ocorrem durante a avaliação e o processamento da conformidade dos documentos.

As empresas líderes estão alavancando várias estratégias para responder à complexidade da gestão Logística Global em um esforço para reduzir os custos de transporte e melhorar os níveis de serviço, enquanto ainda se concentram no modelo de negócios “comprar em qualquer lugar, vender em todos os lugares”.

Como resultado, a Logística está se tornando uma função comercial mais estratégica em empresas onde tradicionalmente não tem sido uma competência básica.

Aqui estão algumas práticas recomendadas para gerenciar a Logística global:

1. Avaliar e determinar o modelo operacional de Logística global correto

As empresas que obtêm sucesso na Logística Global estão avaliando e determinando o modelo operacional de Logística correto, incluindo a identificação das funções para terceirizar e/ou manter em casa.

Eles estão se perguntando:
É estratégico desenvolver competências internas relacionadas ao projeto de rede Logística, gerenciamento de Logística, planejamento de capacidade de transporte, planejamento global de embarque, visibilidade e gerenciamento de eventos?

As empresas deveriam terceirizar algumas funções de execução Logística, como a realização de pré-reservas e confirmação de reserva no transporte marítimo, gerenciamento de despacho aduaneiro de exportação / importação e conformidade de documentos, e armazenamento e armazenamento?

Além disso, as empresas multi-divisórias globais estão criando uma estrutura organizacional de serviços compartilhados para adquirir, planejar, executar, monitorar e medir movimentos globais de frete. As organizações de Logística Global estão evoluindo para modelos de negócios internos 4PL (Fourth-party Logistics (4PL) ou quarteirização Logística) para gerenciar e atender efetivamente as necessidades em várias linhas de negócios e regiões.

4PL - Fourth-party Logistics - Quarteirização Logística

4PL – Fourth-party Logistics – Quarteirização Logística

2. Estabeleça relações estratégicas com fornecedores de serviços logísticos e obtenha o alinhamento em métricas de desempenho

Dadas às questões da capacidade de transporte global e a necessidade de (FSL) “Fornecedores de Serviços Logísticos” de fornecer altos níveis de serviço, as empresas líderes estão elevando seus relacionamentos com os prestadores de serviços para um nível mais estratégico.

Programas “FSL Amigável” estão sendo desenvolvidos para adotar uma taxa mais colaborativa na negociação de processos de licitação, fornecer visibilidade para as necessidades de capacidade Logística e desenvolver embalagens que permitam um tratamento mais fácil. Para simplificar os processos de desembaraço aduaneiro, as empresas líderes estão utilizando agentes de alfândega, e/ou outros terceiros.

Eles estão formando relações de longo prazo com funcionários da alfândega. O conhecimento local pode servir de alavanca importante para evitar atrasos e assegurar a conformidade correta dos documentos.

Conjuntos robustos de métricas de Logística Global e indicadores de desempenho chave (KPIs) estão sendo desenvolvidos e implementados para avaliar o desempenho do FSL e monitorar continuamente o desempenho, bem como alinhar os termos de pagamento dessas métricas.

3. Implementar processos e sistemas globais de visibilidade e gerenciamento de exceções

A visibilidade nos ciclos de vida de pedidos e embarques é tão crítica quanto às parcerias de terceiros em lidar com as complexidades relacionadas à execução Logística Global. Ao alcançar uma visibilidade precoce das exceções e alertar proativamente as partes apropriadas envolvidas, as empresas podem mitigar os impactos negativos das transferências e outros processos potencialmente atrasados na Logística Global.

Esta infraestrutura de visibilidade e gerenciamento de exceções precisa se estender através das várias pernas e marcos envolvido no fluxo global de mercadorias. A visibilidade por si só não é uma bala de prata na resolução de todas as complexidades relacionadas à Logística Global. No entanto, quando combinado com o gerenciamento de exceções inteligente, planejamento logístico e fluxos de trabalho de execução, essa camada de visibilidade global pode ser uma arma muito poderosa na gestão da variabilidade no fluxo global de mercadorias.




4. Otimizar o fluxo global de mercadorias através do roteamento inteligente e consolidação

As empresas que têm grandes volumes de embarque em regiões específicas estão assumindo maior controle dos processos de planejamento de transporte internacional. Tradicionalmente, a maioria das empresas tem regras comerciais fixas para determinar o roteamento para países específicos de origem e destino.

Dado a necessidade de lidar com as questões de capacidade de transporte, bem como para maximizar a utilização de contêineres, eles agora estão se movendo em direção a um processo mais dinâmico – um em que eles podem tomar decisões em portos, em modos terrestres e transportadores, e buscar oportunidades de consolidação em todo seu volume de embarque.

As principais empresas estão avaliando dinamicamente as opções para fazer a fusão ainda em trânsito, alavancando a distribuição, fazendo o carregamento e desviando-se do trânsito quando apropriado para reduzir os tempos e os custos do ciclo.

5. Instituir um processo contínuo para o projeto de redes logísticas e análise de cenários

Para aproveitar plenamente os benefícios da Logística Global, as empresas devem avaliar continuamente sua rede Logística Global e avaliar fatores como redes de distribuição física, estruturas de trilhas, estratégias de modo e requisitos de capacidade. No passado, esses exercícios eram normalmente realizados anualmente ou uma vez a cada dois ou três anos.

No entanto, o ritmo acelerado do negócio global moderno determina uma avaliação mais frequente do design da rede Logística. Com “o planejamento de cenários, análise e gerenciamento de “E-se” (What-if)”, as empresas atuais podem colher todos os benefícios e minimizar os riscos associados ao global sourcing.

7 Rs da Logística

7 Rs da Logística

Conclusão:

As vantagens para o desenvolvimento da Logística Global efetiva são muitas: as novas oportunidades de receita de novos mercados são as mais óbvias, mas também pode haver economias de escala aumentadas e menor custo de abastecimento para tudo, desde componentes até mão-de-obra.

Centralizar a produção global é uma das melhores maneiras de diminuir os custos por unidade e os orçamentos de recursos. O desafio vem em estabelecer relacionamentos com parceiros da cadeia de suprimentos internacionais e / ou construir uma organização global de vendas.

Não é suficiente colocar todas as peças no lugar, tudo deve ser feito de forma a manter controle de qualidade em longas distâncias de trânsito e Lead Times, e entregar os produtos para o usuário final com um valor razoável.

Quanto maior a cadeia de suprimentos, mais vulnerável pode se tornar por danificar ou interromper a entrega causada pelo clima, falhas de equipamento ou outras obstruções.

Embora a logística global possa ser modelada, analisada, visualizada e otimizada com software de simulação sofisticado, este é um procedimento que sempre dependerá de recursos humanos do que máquinas para fazer o trabalho.

Gostou do conteúdo, por favor compartilhe!!!




CURSOS ONLINE
Cursos online para qualificação profissional, em diversas áreas do conhecimento, com certificados válidos para você dar upgrade na sua carreira.

Cursos Online

Cursos Online

Compartilhe

Sobre o autor | Website

Rodilson Empreendedor Digital, Autor, Colunista, investidor e fundador do Site Guia Corporativo.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!