Emprego Rodilson Silva

A Jornada do Desempregado – Precisa de ajuda?

Procurando Emprego – A história de João…

Quando eu fui demitido pela primeira vez a vida não parecia tão ruim. Lembro-me de pensar que seria bom ter algum tempo livre para praticar o que seria uma breve aposentadoria. Quem não gosta de um pouco de tempo livre? Eu também me lembro rapidamente de passar pela minha cabeça um resumo das minhas finanças e pensar que tudo ficaria bem, porque eu literalmente esperava encontrar um emprego dentro de um mês.

Assim, a dor inicial de ser demitido não era tão grande como seria após 2 meses no caminho dessa jornada. E agora já são 3 meses nessa estrada e a diferença? Pânico. Quanto mais tempo desempregado, mais tempo você tem para refletir sobre por que você não está recebendo um uma oferta de trabalho, a cada dia que passa, seu pouco dinheirinho está indo embora “Espero que você esteja bem”, indo para as empresas de gás, água, elétrica etc. Assistir a sua conta bancária durante o desemprego é como assistir da sua janela o Titanic afundando, é apenas uma questão de tempo.

A Dor

Então aqui estou eu sentado, três meses após o “chamado“. Uma coisa sobre o desemprego é que ele pode, se você deixar, ajudar no sue auto entendimento de forma gigantesca. Quando você está desempregado, tem o mesmo efeito de ser “despejado” todos os dias. Sua autoestima pode sofrer quando oportunidade após oportunidade passa por você. MAS, você também pode usá-la para sua vantagem. Eu entendo que é da natureza humana dizer que “talvez isso seja para o melhor”, você provavelmente pode conseguir algo melhor.




Meu passado e experiência me dão vários caminhos que eu sou capaz de explorar enquanto desempregado. A desvantagem é que minha educação variada misturada com experiências diferentes me fazem, bem, vamos apenas dizer único. Está se tornando cada vez mais difícil conseguir um emprego. No entanto, também se tornou uma oportunidade benéfica e dolorosa para mim para avaliar quem eu sou e o que eu quero fazer com minha vida e carreira. O desemprego tem uma boa qualidade. Ele pode agir como aquele trampolim que você sempre esperou, a fim de guia-lo para algo que você ama ou que você sente que está destinado a fazer. Estou sentado nessa situação exata agora e tão esclarecedor como pode ser, também é extremamente assustador … e cheio de medo.

Decisão

Estou decidindo se devo continuar tentando seguir o caminho em que tenho experiência, retornar a um caminho que fui educado para fazer, ou começar algo novo que eu sei que vou gostar. O problema? O pânico. Durante o desemprego, o pânico se torna sua corcunda pessoal. Está lá constantemente e só fica maior a cada dia. Com o passar dos dias, o pânico começa a ser acompanhado pelos demônios do desemprego. Por volta de três meses, o pânico tem tentáculos chamados desânimo, desapontamento e idiotice. Do que estou falando? Bem, aqui estou eu há três meses e não só estou em pânico, mas estou começando a considerar fazer escolhas pobres apenas para aliviar o desespero. À medida que eu fico desanimado, penso em me posicionar para um trabalho que eu teria ficado desapontado a alguns meses atrás. Eu começo a tomar decisões pobres, no desespero de pagar as contas.

No final do dia quando você está desempregado, é com isso que você tem que lidar. Que caminho eu tomo? Quais são as oportunidades que eu conheço?

Há todo o tempo você está tentando manter este otimismo e encontrar um guia que possa tirá-lo do fundo do poço, você precisa lidar com esses tentáculos que insistem em puxá-lo para baixo.

Como ajudar?

As boas e más notícias? É difícil para alguém ajudá-lo. Isso torna o desemprego uma situação bipolar. Pode ser realmente bom quando você procura por si mesmo, o que você realmente quer, e cavar fundo com a ambição de continuar avançando, ou pode ser realmente terrível se você se deixar afundar, resolver desaparecer no desânimo que é mais conhecido como seu sofá.

O ideal é tentar descobrir o porquê essa situação chegou a esse ponto.

O que estou fazendo de errado? Preciso de ajuda? Quem ou o que pode me ajudar?

Depender apenas de você pode ser um fardo muito grande para suportar sozinho, tentar conseguir um guia ou alguém que mostre o caminho que você deve seguir pode aumentar a probabilidade de você ter sucesso nessa jornada. Ter algo que possa se tornar a mão que você precisa para levantar, é a chave para que você dê o primeiro passo para algo melhor.

Conclusão:

O processo na busca de emprego é algo desgastante, o que pode resultar em impactos indesejáveis ao estado emocional daqueles que pretendem conquistar uma boa posição no mercado de trabalho. Uma das causas que agravam o desconforto desse momento é a falta da correta informação profissional sobre os principais pontos envolvidos nesse processo. Tal desinformação pode até mesmo fazer com que boas oportunidades sejam desperdiçadas por causa da tomada de atitudes prejudiciais ao processo.

Tais atitudes, no entanto, são previsíveis, logo podem ser evitadas.

Com o objetivo de ajudar nessa Jornada, deixo abaixo o link para o guia que você precisa para superar essa tão desgastante Jornada.

Livro – Como conseguir emprego em 90 dias– Passo a Passo para o sucesso na busca do emprego ideal”!

Este livro contém passos e estratégias a serem seguidas com o propósito de guia-lo na busca do emprego tão desejado em um curto período de tempo.

 

1 – Baixe o e-book na Amazon usando o link.

2 – Clique em Comprar Agora ou Comprar com 1-Clique!

Um abraço e uma excelente semana!

 




Compartilhe

Sobre o autor | Website

Rodilson Empreendedor Digital, Autor, Colunista, investidor e fundador do Site Guia Corporativo.